Ficha de Projeto – Yes Portugal

Ficha de Projeto – Yes Portugal 2020-10-16T16:13:34+00:00

PROJETO 46528

YES PORTUGAL

NOME DO AVISO/CALL: ACC/01/SIAC/2019

NOME DO PROJETO: YES PORTUGAL (projeto n.º 46528)

CUSTO TOTAL ELEGÍVEL: 717.900,44 €

DATA INÍCIO: 1 DE SETEMBRO DE 2020

DATA FIM: 31 DE AGOSTO DE 2022

APOIO FINANCEIRO DA UE: 610.215,37 €

DESCRIÇÃO DO PROJETO

O projeto Yes Portugal visa colocar Portugal no mapa dos fornecedores globais de TICE e aumentar/dinamizar as exportações deste setor.

Este projeto procura agilizar a entrada das empresas portuguesas do setor das TICE em novos mercados externos estratégicos, através de um conjunto de atividades complementares e abrangentes.

Pretende-se, neste sentido, aumentar a exposição, visibilidade e reconhecimento internacional de Portugal e das suas empresas como fornecedores de bens e serviços inovadores, competitivos e de elevada qualidade, através do desenvolvimento de uma imagem globalizada do setor TICE nacional, que reforce os seus principais pontos fortes, colmatando algumas das lacunas individuais das empresas que o constituem (fundamentalmente nas áreas comercial, de marketing e distribuição). O presente projeto visa, por conseguinte, mobilizar e capacitar o setor das TICE como um todo, através do desenvolvimento de um plano estrutural e duradouro que aproxime as PME portuguesas do setor das principais oportunidades de negócio em mercados promissores e lhes dê visibilidade e relevância comercial, procurando facilitar, dinamizar e fomentar a sua atividade internacional.

A ANETIE identificou sete mercados como fundamentais para o desenvolvimento e crescimento das empresas portuguesas, que abordará no corrente projeto, designadamente: E.U.A., Argentina, Brasil, Rússia, Egito, Emirados Árabes Unidos e África do Sul.

PRINCIPAIS ATIVIDADES

O projeto Yes Portugal compreende as seguintes ações principais a desenvolver, com vista à consecução dos objetivos estratégicos e operacionais definidos para o projeto:

1 – Divulgação do projeto: consiste na realização de três ações de disseminação, uma no Norte, uma no Centro e uma no Alentejo, no sentido de divulgar e promover o projeto em Portugal, sobretudo nas regiões supracitadas, junto de instituições públicas e dos principais agentes do setor das TICE.

2 – Criação de Marca Umbrella, agregadora do setor TICE: consiste na criação, desenvolvimento e design de nova marca, que permita agregar e identificar de forma clara e assertiva todo o setor TICE nacional.

3 – Desenvolvimento de Plataforma/Portal de promoção internacional do setor: esta atividade permitirá criar uma ferramenta promocional privilegiada, servindo de montra tecnológica digital do setor TICE nacional.

4 – Desenvolvimento Criativo / Conceptualização de RoadShow para promoção internacional do setor TICE: esta atividade consiste na criação/conceptualização e desenvolvimento criativo de todo o evento (que será posteriormente apresentado em 7 geografias distintas).

5 – Implementação de RoadShow para promoção Internacional do Setor TICE: esta atividade inclui a operacionalização de realização/implementação de cada Evento nos 7 países previstos no projeto.

6 – Apresentação e disseminação de resultados. Pressupõe a recolha e sistematização da informação referente às ações realizadas e elaboração de brochura de apresentação e disseminação de resultados. Posteriormente, prevê a realização de 3 ações de divulgação e disseminação de resultados (uma no Norte, uma no Centro e uma no Alentejo).

As atividades supracitadas foram desenhadas de forma equilibrada, balanceada e sequencial com vista à concretização do objetivo estratégico do projeto: colocar Portugal no mapa dos fornecedores globais de TICE, contribuindo diretamente para o aumento/dinamização das exportações do tecido empresarial português do setor.

OBJETIVOS ESTRATÉGICOS DO PROJETO

O presente projeto tem como Objetivo Estratégico de referência aumentar/dinamizar as exportações nacionais do setor das TICE, através da criação de uma imagem globalizada (sob uma marca umbrella, representativa do setor) que permita dar visibilidade internacional ao vasto e fragmentado tecido empresarial português das Tecnologias de Informação, Comunicação e Eletrónica e promover oportunidades de negócio e relações comerciais frutíferas em mercados estratégicos para o setor (dando resposta às principais falhas de mercado identificadas previamente).

As TICE têm contribuído, indubitavelmente, para a criação da imagem internacional de Portugal como um dos países, a nível Europeu, com um dos mais fortes ecossistemas de empreendedores e uma plataforma geoestratégica de negócios neste setor em particular. Importa, portanto, criar, reiterar e/ou reforçar esta imagem, particularmente em novos mercados externos para o setor, dando a conhecer nesses destinos as tecnologias, o potencial e o valor acrescentado do setor nacional das TICE, promovendo o reconhecimento e a visibilidade internacional de Portugal como parceiro tecnológico, inovador e competitivo.

Dar visibilidade ao setor, vinculando vetores como: – mão-de-obra altamente qualificada; – qualidade, inovação, diversidade e valor acrescentado da oferta nacional do setor; – forte aposta em IDI, para que as empresas nacionais acompanhem o crescimento/dinamismo do setor; – setor amplo e heterogéneo, integrando um conjunto diverso de empresas e respostas ao mercado; revela-se fundamental para dar continuidade ao forte cariz exportador das empresas de TICE nacionais.

OBJETIVOS OPERACIONAIS DO PROJETO

Com vista à consecução do objetivo estratégico definido para este projeto, foi delineada uma metodologia/estratégia de atuação coerente e alinhada, que permitirá alcançar os seguintes Objetivos Operacionais:

  1. Criar, desenvolver e maximizar o alcance/penetração de uma marca umbrella, agregadora da imagem e potencial de Portugal enquanto fornecedor de excelência no domínio das TICE;
  2. Criar portal/plataforma de promoção internacional da marca a criar que servirá de ferramenta promocional (com vídeos, apresentações e casos de sucesso representativos do setor) e de montra da oferta TICE nacional;
  3. Sinalizar e contactar um conjunto de entidades externas que possam facilitar a penetração das empresas (fundamentalmente PME) portuguesas do setor nos seus mercados;
  4. Estimular a atenção/curiosidade dessas entidades/players (e do país, de forma geral) para o potencial tecnológico, inovador e de qualidade da oferta portuguesa de bens e serviços do setor das TICE;
  5. Promover a visibilidade internacional (particularmente nos seguintes destinos: EUA, Argentina, Brasil, Rússia, Egito, Emirados Árabes e África do Sul) do setor TICE, procurando incrementar o reconhecimento internacional de Portugal como fornecedor de tecnologia e país de acolhimento para empresas tecnológicas internacionais;
  6. Identificar canais de comunicação e de cooperação com esses mercados;
  7. Acompanhar as tendências tecnológicas e preferências de consumo dos países de destino;
  8. Sensibilizar/motivar os empresários portugueses para a importância da internacionalização e apoiar, no geral, as empresas portuguesas a fazer face aos desafios da competitividade global.